Pesquisar neste blogue

PROPÓSITO

A CONEXÃO RÁPIDA, CRÍTICA, ENTRE A IMAGEM E A PALAVRA.

O MUNDO E CONTROVÉRSIA.

A ARTE E A POESIA SOBRE A MESA.

A LIGAÇÃO A OUTROS BLOGUES.

PORTUGAL IMAGES:

PORTUGAL IMAGES:
ENTRER ... LA PORTE EST OUVERTE.

DUBITO ERGO COGITO ERGO SUM

DUBITO ERGO COGITO ERGO SUM
CLICAR NA IMAGEM

FRANZ KAFKA



Franz Kafka, nasceu em Praga a 3 de Julho de 1883 e faleceu em Klosterneuburg, a 3 de Junho de 1924, foi um dos maiores escritores de ficção da língua alemã do século XX.
Kafka nasceu numa família da classe média judia em Praga,  Áustria-Hungria  (actual República Checa). As suas obras escritas, a maioria incompletas, publicadas postumamente destaca-se entre as mais influentes da literatura ocidental.
O seu estilo literário presente em obras como a novela “A Metamorfose”  (1915) e romances incluindo “O Processo”  (1925) e “O Castelo” (1926) retrata indivíduos preocupados com um pesadelo de um mundo impessoal e burocrático.
A casa em que Kafka nasceu, na Praça da Cidade Velha, ao lado da Igreja de São Nicolau em Praga, contém agora uma exposição permanente dedicada ao autor. O termo kafkiano tornou-se parte do vernáculo de diversos idiomas ocidentais, inclusive o português.

Citação:
Talvez haja apenas um pecado capital: a impaciência. Devido à impaciência, fomos expulsos do Paraíso; devido à impaciência, não podemos voltar.

Reflexão:
A verdade é aquilo que todo o homem precisa para viver e que ele não pode obter nem adquirir de ninguém. Todo o homem deve extraí-la sempre nova do seu próprio íntimo, caso contrário ele arruína-se. Viver sem verdade é impossível. A verdade é talvez a própria vida. 

Sem comentários: